,

Fotografia no comércio online, sucessos e erros

Fotografia no comércio online, sucessos e erros

 

O e-commerce teve um acentuado crescimento nos últimos tempos. Conclui-se até que muitos dos compradores já preferem comprar on-line, em vez de se deslocarem à loja física.

A oportunidade, o tempo de compra, o conforto, os preços baixos e grande variedade de produtos e marcas são algumas das vantagens que o e-commerce oferece.

No entanto, a principal desvantagem do comércio on-line sempre será óbvia, ou seja, não podemos ver ou tocar directamente no produto. Portanto, a fotografia de produto e fotografia para e-commerce torna-se a imagem principal, e até mesmo na garantia em que os consumidores depositam sua confiança. Vemos, portanto, que esses conteúdos audiovisuais desempenham um papel de primordial.

E os produtos, como parte indispensável de uma loja on-line, necessitam de ter sua própria foto, que dirá muito sobre a marca que a representa. Assim, uma imagem de qualidade, e na qual todas as características do produto serão analisadas, será o reflexo e imagem da empresa, através da qual passam valores de confiança ou não, e que fornece informações verdadeiras e reais.

Enquanto uma má imagem causará dúvidas e desconfiança nos consumidores, o que provavelmente levará ao abandono da loja online e opção pela concorrência.

 

Marketing visual no comércio electrónico

 

Antes de começar a investigar os sucessos e erros da fotografia no comércio electrónico, gostaríamos de fazer uma pequena introdução ao “Marketing Visual”. É algo que devemos ter em conta ao seleccionar as imagens de nossos produtos.

O Marketing Visual é segundo a definição da Wikipédia, “a disciplina que estuda a relação entre o objecto, o contexto em que está inserido e sua imagem. Aplica-se principalmente aos sectores de moda e design e representa um ponto de contacto interdisciplinar entre o comércio, os princípios da percepção visual e da psicologia cognitiva”.

 

Por isso, torna-se importante definir um Plano de Marketing Visual dentro do Plano de Marketing da empresa. Podemos dizer que isso nos ajudaria a seleccionar as melhores fotografias, e o melhor formato do mesmo para cada produto, e voltado para o público-alvo da marca.

Cada segmento de mercado tem alguns gostos e preferências, e isso também será reflectido no tipo de imagens que eles exigem. Por exemplo, quando se vendem roupas de bebé, têm-se como cliente alvo as mães / pais bastante jovens e / ou avós / tias / tios. Todos eles, “derreter-se-ão” com uma imagem de um bebé vestindo as roupas, e se sentirão muito mais atraídos do que se não houver um modelo real.

 

Sucessos da fotografia no comércio electrónico

 

Ao escolher a imagem que representa o produto que queremos vender na loja online, teremos que procurar que o consumidor não sinta a sua falta fisicamente. Ou seja, a fotografia deve gerar confiança suficiente para se conseguir a venda.

 

Principais sucessos na escolha de uma fotografia são:

 

1º Tamanho adequado: não muito pequeno para que as características do produto não sejam apreciadas; nem com peso excessivo para que o site demore a carregar.

2º Mostre o artigo como um todo: evite cortar imagens ou apenas veja parte dele.

3º Ofereça várias imagens para cada produto, algo que possa ajudar no ponto anterior.

4º Ofereça a possibilidade de ampliar as imagens: procurando facilitar que o consumidor possa ver todos os detalhes.

5º Pense no público-alvo da marca: como referimos, cada segmento de mercado terá gostos e preferências diferentes. Por isso, é importante saber a quem vamos oferecer e o que eles exigem saber.

6º Salvaguardada harmonia e consistência entre todas as fotos do site e as fotos do produto.

7º Formato das imagens : as melhores opções estão em Jpeg e png, já que se adaptam a todos os tipos de sistemas.

8º Fotografia de produto em diversos ângulos: isso possibilita ter uma visão tão real quanto possível do produto, o que aumenta a confiança no consumidor.

 

Principais erros com as fotografias de e-commerce

 

1º O produto aparece em más condições: embora pareça óbvio, ainda se encontram imagens de produtos danificados, enrugados, mal apresentados ou sem cor.

2º Má qualidade da imagem: com pouca resolução e tamanho muito pequeno. Devemos pensar que o que o cliente quer é aumentar ao máximo a fotografia para ver todos os detalhes, por isso teremos que evitar esse tipo de conteúdo.

3º Mesmo ângulo em todas as imagens: um erro muito comum é o facto de se apresentar várias imagens de cada produto e, no entanto serem todas do mesmo ângulo. Portanto, não oferecem novas perspectivas ao utilizador.

4º Erro nas imagens: algo que se repete em muitos sites é de que ou por falta de conteúdo audiovisual ou por falha, as fotografias não correspondem ao produto que está sendo descrito.

 

E você, que erros ou sugestões gostaria de acrescentar?

Qual a importância da fotografia para o comércio electrónico?

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *